Postado em 09 de Junho de 2017 às 14h03

Semana do Meio Ambiente: Alimentação e Nutrição

Meio Ambiente (75)

Aliando saúde e sustentabilidade

Como conciliar alimentação, nutrição e meio ambiente. Este foi o objetivo da palestra do quarto dia da Semana do Meio Ambiente do Grupo Servioeste. Três acadêmicas do quinto período do curso de Nutrição da Unochapecó, sob orientação da professora Marta Nichelli do Amaral, apresentaram o Guia Alimentar desenvolvido pelo Ministério da Saúde e os 10 passos para uma alimentação saudável.

Dar preferência para alimentos in natura e evitar os processados e industrializados são algumas das atitudes que podemos ter para aliar saúde e sustentabilidade. “A comida industrializada é rica em gordura, açúcar e sal que, em excesso, são nocivos à saúde. Alimentação não é complexa, ela deve gerar qualidade de vida. Devemos valorizar o pequeno produtor, assim movimentamos a economia local e adquirimos produtos sazonais e frescos. Isso também é sustentabilidade”, explicou Marta.

Outra maneira de aplicarmos a sustentabilidade no dia a dia é aproveitando melhor os alimentos in natura. “In natura são aqueles alimentos que estão prontos para o consumo sem necessitar de nenhum outro processo. Por hábito, acabamos jogando fora as cascas, talos e folhas, quando eles possuem alto valor nutricional e podem ser utilizados para muitas receitas gostosas”, afirmou a acadêmica Mara Soares Carneiro.

'A moda agora é descascar e não desembrulhar'

Para comprovar esta afirmação, a equipe do curso de Nutrição levou para os colaboradores da Servioeste provarem um delicioso bolo de mexerica, feito com a casca da fruta. Ainda compartilharam outras receitas, como bolo doce de feijão e beijinho de arroz. “Essas são receitas da Mesa Brasil, uma rede nacional de bancos de alimentos contra a fome e o desperdício. Através da iniciativa, são distribuídos alimentos excedentes ou fora dos padrões de comercialização, mas que ainda podem ser consumidos, fazendo com que 30 mil quilos deixem de ser jogados fora por mês”, contou a aluna.

A professora Marta parabenizou a Servioeste pela iniciativa de promover momentos de discussão e aprendizado entre seus colaboradores, voltada à promoção de uma vida mais saudável. A colaboradora Sílvia Aparecida de Almeida já pretende colocar os ensinamentos em prática. “Foi uma palestra muito produtiva! Em casa acabamos jogando muita coisa fora, que podemos aproveitar. Vou testar as receitas que as meninas passaram”, disse.

Sobre a Semana do Meio Ambiente

Servioeste - Soluções Ambientais para Resíduos de Saúde Sobre a Semana do Meio Ambiente Com o tema “Como aplicar a sustentabilidade na minha vida?”, o Grupo Servioeste proporciona uma semana de palestras e workshops com...

Com o tema “Como aplicar a sustentabilidade na minha vida?”, o Grupo Servioeste proporciona uma semana de palestras e workshops com informações valiosas aos seus colaboradores. Entre os dias 5 e 9 de junho, empresas e entidades parceiras como a Ong Verde Vida, Unochapecó e Buzzk, irão explanar assuntos como segregação correta de resíduos sólidos urbanos; os objetivos globais de sustentabilidade nos âmbitos social, ambiental e econômico; hábitos saudáveis; saúde ambiental e tratamento de água; e opções de construções sustentáveis.

Além disso, foram lançadas campanhas para que os funcionários possam aplicar na prática atitudes sustentáveis: a coleta do óleo de cozinha para ser encaminhado ao Verde Vida; coleta de medicamentos vencidos dos colaboradores da Servioeste para a destinação final correta; colaboração na campanha “Eu Ajudo na Lata” da Unimed, que visa a arrecadação de anéis de alumínio para aquisição de cadeira de rodas para instituições de caridade; e “Plástico Zero”, presenteando os colaboradores com canecas confeccionadas em material sustentável para a eliminação dos copos descartáveis utilizados na empresa.

Veja também

Dia Mundial dos Oceanos08/06 08 de junho marca agenda pela sustentabilidade ambiental A data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU). Hoje, inicia a Década dos Oceanos, também instituída pela ONU. Os oceanos, as espécies vegetais e animais e a economia do planeta sofrem com as 13 milhões de toneladas de plástico que acabam nas águas dos mares a cada......
Não há Planeta para tanto lixo16/11/16 A percepção do consumo atrai as pessoas, induzindo-as, por exemplo, a trocar uma casa bem montada por um automóvel, uma despensa forrada de alimentos por um aparelho eletrônico. Daí que, segundo o Relatório 2010 da......

Voltar para Blog